13 agosto 2016

Tente.


A vida as vezes nos trás dias nublados,
sem cor,
sem brilho,
sem alguém pra ter do lado.
Sem alguém pra nos dar colo, fazer cafuné e dizer: '' Essa tempestade também passará."
Como todas as outras.
Como tudo na vida.
Porque hora ou outra passa, como já dizia o velho sábio Chico: Isso também passará.
A gente só tem é que aprender a passar pelos tropeços e sair mais resistente.

Ralar os joelhos, mas manter intacta a fé, sem machucar a esperança, sem se deixar abalar.

Cair, e aprender a levantar, mais forte, e ao mesmo tempo mais leve.
Leve dos pesos do passado, que as vezes é de lembranças doloridas.
Sem culpas ou arrependimentos, sem vergonha de se reerguer depois de uma queda feia e
t e n t a r  de novo, e de novo.
Quantas vezes forem necessárias.

Ser forte é isso, ter humildade o suficiente para saber que ainda há muito a se aprender. Entender que uma batalha, por mais que seja árdua, pode não ser a última, e saber que mesmo vivendo uma vida inteira, um dia nunca será igual ao outro.
Não importa se hoje não deu certo, se você não conseguiu desta vez. T  e  n  t  e. Não desista do sol porque um dia amanheceu nublado, porque hoje o céu está sem cor.

Enfeite-se por dentro!
Aquarele-se.
Mas também chore quando achar preciso.
O choro além de lavar os olhos de dentro pra fora, nos fortalece de certa forma. Às vezes ele dói, dependendo da ocasião, mais que uma facada no coração. Mas não há choro que dure uma eternidade.
E a única coisa que eu desejo por toda a vida, é a tão falada felicidade.

Então encare os dias cinzas, chore as tristezas, sofra teus pesares e se livre dos pesos.
Mas não perca muito tempo com o que te rouba os sorrisos. Ocupe-se com o que te faz feliz e preocupe-se em viver um dia de cada vez.

Jeessy B. & Monalisa Macêdo.