30 novembro 2016

Acredito.

E eu, ainda insisto em acreditar que as pessoas um dia vão mudar, continuo sendo a tola que acredita nas palavras, que busca nos mínimos detalhes, atitudes, gestos, muidezas, pequeninices. 

Ainda sou aquela que ajuda, que dá a mão, que se doa, que mais dá do que recebe. Insisto em não me mudar por ninguém, em permanecer com o coração cheio de fé, acredito que nesse mundo ainda exista gente, que sabe ser gente, que sabe ser grato, que saiba o significado da palavra reciprocidade. 

Na verdade esse, é o nome do sentimento que eu mais busco, o recíproco, aquele que vem sem pesos, sem amarras, livre tanto para ir, como pra ficar. Mesmo carregando muitas cicatrizes, eu nunca desisti de lutar, afinal de contas, todo guerreiro carrega marcas de suas batalhas, e por mais doloridas que essas feridas tenham sido, hoje elas não doem mais. Hoje elas servem para me mostrar que sou capaz de muito mais, até do que eu mesma posso imaginar. 

Jeessy B.

16 novembro 2016

Atreva-se a me conhecer antes de me julgar.

Não sou do tipo de mulher que as pessoas amam de cara.
Pra me amar é preciso paciência e tempo, muito tempo de convivência,  conversas,  e confiança. 

Sou difícil de lidar, a grande maioria das pessoas me julgam pela minha cara de nojo,  pelo meu sotaque estranho, e um jeito esquisito de falar,  tento me expressar da melhor forma, mas quase sempre sou fracasso. 
Sou humana, uma humana estranha,  ogra,  rude,  intensa demais,  me arrisco a dizer que tenho mais defeitos do que qualidades.

Gostaria de me tornar alguém meiga,  com que as pessoas se identificam quando olham nos olhos ,  não pelo sarcasmo estampado na vida, isso já acontece. Mas que fosse mais fácil de me entregar a amigos,  colegas e afins. 
Tento,  tento mas um dia eu chego lá.  Ou não,  as vezes,  o meu modo seja mais fácil pra mim, desconfio do mundo,  mas sou fraca,  espero tudo de todos,  tudo de melhor,  nunca estou preparada psicologicamente pra ser esmurrada como num ringue de box,  ringue esse que eu chamo de "minha vida."

Me desculpem pela falta de jeito,  eu aprendi assim,  sou imperfeita,  luto para mudar,  mas a sociedade teima em me pré-julgar.
Me leia,  tenha paciência,  não sou a melhor pessoa do mundo,  mas estou longe de ser a pior. Atreva-se a me conhecer antes de me julgar.


 Jeessy B.

14 novembro 2016

Sobre acreditar e desejar.

Acredito que todo ser humano não seja tão ruim, mas tem alguns que não são bons o suficiente para caminhar comigo. 

Gosto de luz e todos nós precisamos de paz. Gosto daqueles que somam e querem expandir, descarto aqueles que só dizem palavras para me diminuir. Jogo no lixo das suas próprias vidas aquilo que "eles", os maus olhos desejam a mim. 
Cansei de ser a boa menina da história e desejar amor a aqueles que me apunhalaram pelas costas, cansei de beijar o rosto daqueles que mereciam na verdade umas boas porradas. 
Tudo bem, não há porque chorar por um leite que eu mesma deixei derramarem, mas sou grandinha o suficiente para não me jogar de olhos fechados nos mesmos buracos do passado. 

Não quero que sofram, mas sei que pagarão pela triste discórdia que me fez chorar. 
Não sou santa, mas sou digna. 
A moeda é rica e tem dois lados, então não queira implorar meu abraço se um dia você já me fez dançar no espaço. Continue a dizer tudo aquilo que você pretende me ofender, mas saiba que antes de ofensa eu sou luz e tudo de ruim que causar na minha vida, volta em dobro como ferida. Também não sou a dona da verdade, mas a vida é minha, e eu, depois dos tombos que levei, decidi não permitir que nada, nem ninguém, irá me fazer ralar os joelhos e a alma , porque fiz de mim, um espelho que gentalha alguma será capaz de destruir. 

Eu posso até iluminar a sua vida com o meu brilho, mas não quero desfrutar a minha vitória ao lado de gente que não quis caminhar comigo. Sou amor e união, mas não venha querer uma reconciliação, não vou entrar na história de quem me quer no chão.

Jeessy B. & Joyce Xavier.

09 novembro 2016

Que os desequilibrados não desequilibrem meu caminhar.

Eu não preciso que ninguém venha me dizer as coisas erradas e certas que fiz em minha vida, eu sei o que faço. 
Julgue-me como quiser, olhe-me dos pés a cabeça, e me encha de defeitos, mas guarde o que acha de mim para si mesmo, realmente não me interessa saber sua o que pensa , pois que vê pensa, quem fala acha, mas só que é realmente sabe de toda a verdade.

Opinião, eu também tenho, mas nem por isso saio gritando ela aos quatro cantos, ou tentando fazer com que os outros engulam isso a força. Respeito é necessário, espaço também, ter a consciência de se colocar no lugar do outro. E se calar quando preciso for, tem gente que fala, fala, e não diz nada, outros até dizem, mas são vagos e vazios.
Uma boa opinião, deve vir acompanhada com um kit de outras coisas, como as que citei, e outras que somente o momento pode dizer.

Quanto à mim, quer me conhecer? Me leia, tente olhar nos meus olhos, eles sim são incapazes de mentir.
Neles a verdade berra mesmo que eu tente conter.

Não importa o que a opinião de gente cheia de eco tenha sobre mim, comigo só levo o que realmente vale à pena. Aprendi Caio Fernando Abreu que-o-que não me acrescenta não me diminui.
Saio de casa, faço minha boa figa, agradeço por tudo, e o que na minha reza não pode faltar é: " Que os desequilibrados não desequilibrem meu caminhar."

Jeessy B.

Que os desequilibrados não desequilibrem meu caminhar.

Eu não preciso que ninguém venha me dizer as coisas erradas e certas que fiz em minha vida, eu sei o que faço. 
Julgue-me como quiser, olhe-me dos pés a cabeça, e me encha de defeitos, mas guarde o que acha de mim para si mesmo, realmente não me interessa saber sua o que pensa , pois que vê pensa, quem fala acha, mas só que é realmente sabe de toda a verdade.

Opinião, eu também tenho, mas nem por isso saio gritando ela aos quatro cantos, ou tentando fazer com que os outros engulam isso a força. Respeito é necessário, espaço também, ter a consciência de se colocar no lugar do outro. E se calar quando preciso for, tem gente que fala, fala, e não diz nada, outros até dizem, mas são vagos e vazios.
Uma boa opinião, deve vir acompanhada com um kit de outras coisas, como as que citei, e outras que somente o momento pode dizer.

Quanto à mim, quer me conhecer? Me leia, tente olhar nos meus olhos, eles sim são incapazes de mentir.
Neles a verdade berra mesmo que eu tente conter.

Não importa o que a opinião de gente cheia de eco tenha sobre mim, comigo só levo o que realmente vale à pena. Aprendi Caio Fernando Abreu que-o-que não me acrescenta não me diminui.
Saio de casa, faço minha boa figa, agradeço por tudo, e o que na minha reza não pode faltar é: " Que os desequilibrados não desequilibrem meu caminhar."

Jeessy B.

08 novembro 2016

Sozinha, mas nunca só.

Estou vivendo apesar de ...
Apesar dos pesares,  estou seguindo, amando,  chorando, sorrindo.
Não sou uma pessoa que pode ser usada como  exemplo,  mas costumo dizer que entre os piores eu consigo me destacar,  não que isso não possa acontecer em meio aos melhores,  mas sou modesta,  e não grito vitória antes que a bola entre no gol.

Tenho aprendido dia-a-dia com meus erros e acertos.
Tenho carregado uma bagagem do que vem para somar, e o que não soma, eu deixo pra lá.
Evito discutir pelo motivo que for,  evito me expor,  tenho me tornado uma pessoa reservada,  não por gostar, mas pela falta de opção,  já me joguei na vida,  mostrei o que não devia,  então,  se é pra ser julgada, que seja pela falta de notícia,  pelo que especulam e não sabem, e nem vão saber.

Que seja silêncio.
Por mais que, pela falta da notícia eu possa parecer uma pessoa triste ou sem novos acontecimentos na vida,  não ligo.
Tenho vivido muito bem,  sendo feliz, indo além do que até eu mesma espera pra mim.
Se eu não tenho alimentado a curiosidade alheia, lamento,  mas continuará sendo assim do lado de cá, não preciso da opinião de ninguém para me mater, logo ninguém precisa saber de mim, aliás , quem sabe, está aqui, ao meu lado,  caminhando comigo perto ou longe.

Porque eu, mesmo sozinha,  nunca estou só.

Jeessy B.

06 novembro 2016

A tua espera Moça.

O cheiro, a voz, a sensação, o dançar, o toque.

Eu esperava cada um desses detalhes. Foram longos anos, eu, me vi inúmeras vezes ali, num canto qualquer, sorrindo, chorando, cantando como quem se sentisse completa.

Mas me faltava um pedaço. Nunca senti inveja, nunca quis estar no lugar de outra pessoa, mas perdi a conta das vezes que o abandono me veio em mente. Sentia, mas não via, não ouvia, não tocava. Era muito para alguém como eu moça, mas aqui, eu queria mais, precisava de mais. Olhava todos ao meu redor, e me perguntava: Quando será a minha vez?
Os dias foram passando, eu fui amadurecendo, caindo, levantando, aprendendo, me moldando para ser quem sou.

Muito tempo passou enquanto eu te esperava moça, eu mudei demais, e aos poucos, consegui mudar as pessoas ao meu redor, pouco, mas o suficiente. E aos poucos a vida foi se encaixando. 

Até que em uma noite daquelas que a gente quer dançar, cantar, louvar a vida e agradecer pelo ar que respiramos. Você chegou para tornar a minha noite mais perfeita impossível moça, como uma corrente elétrica, te senti, seu cheiro, a voz, o toque, a dança, a risada. 
Demorou, mas agradeço por isso também, aconteceu, e foi lindo.

Fechei os olhos, e me deixei entregar pela sensação que sentia, e quando abri meus olhos novamente, queria gritar, chorar (De alegria), extravasar, contar pra todo mundo que você chegou, sabe quando a felicidade vem, e te completa? Te faz transbordar gratidão e um punhado de coisas boas? Sabe quando você olha pro céu e se sente abençoada? 
Foi um misto disso e muito mais.

E uma das melhores coisas, foi enxergar nos olhos dos outros, a felicidade que sentiam por mim.

Eu espero moça que seja cada vez mais lindo, eu, sabia seu nome mesmo sem saber suas historias, o amor, e a admiração, sempre brilhou no meu sorriso por tê-la comigo.

A casa é bagunçada, o corpo não é o melhor, a bebida não é a mais cara, o cigarro não tem o sabor de antes, mas sempre terá lugar para você. Volte sempre moça, Minh'alma e meu caminhar, precisam de você.

Jeessy B.