15 março 2017

Ela.

Ela sabe reconhecer quem caminha ao lado dela por aceitação e não por bajulação. Isso é determinante para que ela não se renda às ilusões. 
Ela sabe que precisa estar sozinha em alguns momentos e, quanto a isso, aceita muito bem e até gosta, pois seus pensamentos não a incomodam. 
E mesmo não tendo a vida perfeita ela não desiste de sorrir, e mostrar como a rotina pode ser bela através dos teus olhos castanhos tão vivos, que gritam ousadias por aí.

Por mais que lá fora os dias sejam nublados,  o que importa é o brilho que ela carrega dentro de si,  a fé que não a deixa cair,  os ventos que lhe mostram a direção,  e os tombos,  que mesmo as vezes atrapalhando, também a ajuda a levantar,  e (re)aprender à caminhar.
Ela aprendeu com o tempo, que precisa estar em comunhão com sua própria companhia para que nunca corra o risco de perder-se de si mesma.

Andressa Badin Castro & Jeessy B.