11 agosto 2017

Me leia.

Quer me conhecer?  Me leia.
Mas não só aquilo que eu gosto de escrever em letras garrafais, leia as entrelinhas,  aquelas que todo mundo tem preguiça de ler,  leia até mesmo o que não  escrevo, não-por-não querer escrever,  mas por não saber d(escrever), leia meus olhos que gritam minhas verdades as vezes ocultas,  leia minhas mãos,  minhas linhas,  meu sorriso e seu brilho inigualável,  leia as curvas do meu corpo,  as ondas dos meus cabelos,  leia o caminho que meus pés percorreram.  

Quer me conhecer?  Leia aquilo que eu não contei mas vivi,  leia o motivo do meu choro baixinho na madrugada,  leia o meu sorriso bobo sem motivo, ou com motivo, nome, sobrenome, e dono de um sorriso lindo .
Quer me conhecer?  Aprenda e tenha paciência para me ler,  sou um livro gigante cheio de surpresas,  que uns perdem o interesse pela demora, já  outros  se dedicam e não sossegam enquanto não lêem até o fim.

Que só para constar, não chegara tão cedo, ainda tenho muitas páginas em branco para viver, e      d e s c r e v e r.

Jeessy B.